Notícias

Imperial prepara entrada na Rússia e Médio Oriente

2011-08-22
As exportações da Imperial têm crescido mais do que as vendas no mercado nacional. As exportações da Imperial, empresa do grupo RAR, cresceram 17% no primeiro semestre deste ano. Um resultado positivo suportado, acima de tudo, pelo aumento de vendas em mercados estratégicos, como a República Checa, Ucrânia, Angola, África do Sul, Brasil, Venezuela e Itália.

A presidente executiva da Imperial, Manuela Tavares de Sousa, explica que "a expansão do negócio para outros mercados geográficos constituiu um eixo estratégico de crescimento e contribuiu para que a empresa ultrapassasse os objectivos definidos". Hoje os produtos da Imperial são vendidos em mais de 30 países. Mas a Imperial não planeia ficar por aqui. Por isso, e até ao final do primeiro semestre de 2012, revela Manuela Tavares de Sousa, está previsto o arranque da comercialização das marcas da Imperial no Médio Oriente e na Rússia.


 "A estratégia de expansão para estes novos mercados passará pelo estabelecimento de acordos com distribuidores locais e pela presença dos produtos da Imperial nas principais cadeias de distribuição", adianta. 

 Mercado nacional vale 80% 

A Imperial - muito popularizada pelos chocolates da marca Regina - iniciou a expansão dos seus negócios em 2010 para a Ucrânia, estando presente em mais de 300 lojas de uma cadeia de distribuição de referência, com 60 lojas na capital, Kiev. No caso da República Checa, está desde 2009. A Imperial encerrou 2010 com um volume de negócios acima de 20 milhões de euros. Um resultado para o qual foi determinante o bom desempenho das marcas no mercado nacional, que vale 80% da facturação da empresa e que, no último ano, cresceu 11%. 

A empresa do universo RAR apostou no reforço de presença em cadeias de distribuição estratégicas e no aumento da actividade no ponto de venda, o que permitiu gerar maior experimentação, visibilidade e rotação dos produtos. Para o último trimestre do ano, e tendo em conta a campanha de Natal, estão previstos lançamentos de seis novos produtos.